O papel da radioterapia ablativa neoadjuvante em pacientes com tumores de pulmão de células não pequenas (NSCLC)

Por Dr. José Fernando Prado Moura

Um recente estudo de fase 2 canadense, liderado pelo Dr David Palma e publicado na JAMA Oncology, avaliou o papel da radioterapia ablativa neoadjuvante em pacientes com tumores de pulmão de células não pequenas (NSCLC) e capacidade para tolerar cirurgia.
Este tipo de radioterapia é geralmente indicado para pacientes não candidatos a cirurgia curativa a taxa de resposta patológica completa ainda é desconhecida neste contexto. Foram incluídos 40 pacientes com NSCLC estádios T1T2N0M0 e boa condição clínica e reserva pulmonar. Todos submetidos a Stereotactic ablative radiotherapy (SABR) e a cirurgia foi realizada dez semanas após o término da radioterapia . A taxa de resposta patológica completa foi de 60% e a mortalidade em 30 e 90 dias foi 0%.

Os autores concluíram que o tratamento não adiciona risco de mortalidade à cirurgia, porém a taxa de resposta patológica completa é inferior à esperada. Este estudo trouxe informações importantes quanto à segurança do tratamento e também à eficácia e nos orienta a esperar uma taxa de controle em torno de 60% para pacientes não candidatos à cirurgia, que só fazem radioterapia no câncer de pulmão precoce. Mais estudos são necessários neste contexto para melhor definir o tempo desde o término da radioterapia e a realização da cirurgia.

JAMA Oncol. Publicado online em 21 de Fevereiro de 2019.
doi:10.1001/jamaoncol.2018.6993

Author profile
Dr. José Fernando do Prado Moura
Médico Oncologista at Real Instituto de Oncologia

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.
Residência em Clínica Médica: Hospital Barão de Lucena - Secretaria Estadual de Saúde de PE.
Residência em Oncologia Clínica pelo AC Camargo Cancer Center, São Paulo-SP.
Mestrado em Ciências/Oncologia pelo pelo AC Camargo Cancer Center.
Doutorado (em curso) IMIP/Universidade Federal de São Paulo.
Preceptor da Residência de Oncologia Clínica do IMIP e Real Hospital Português

× Olá, Como posso te ajudar?